Se a sua casa estivesse pegando fogo e você só pudesse escolher um objeto para salvar, qual seria?

Recentemente, uma menina de oito anos teve que responder a essa pergunta. Sua casa, no interior de Pernambuco, foi atingida por uma enchente e, quando foi resgatada, ela só podia pegar o que era mais importante. Encheu, então, uma mochila com seus livros, que representavam seu maior tesouro.

Pensar nisso revela quais são as nossas prioridades, o que está em primeiro lugar na nossa vida. E isso não tem a ver só com bens materiais, mas, principalmente, com nossos relacionamentos, valores e com as pessoas que convivem conosco.

Qual foi o grande pecado do povo de Israel, descrito em Jeremias 2:1-13?

Esse texto é como um desabafo de Deus ao profeta Jeremias, é uma mensagem que carrega acusações contra Israel. Ao longo dos versículos, o Senhor se lembra do relacionamento que Seu povo tinha com Ele, dos momentos de deserto e dificuldades. Fala sobre o quanto o protegeu e livrou dos inimigos, até questiona o que deixou de fazer para que O abandonasse.

No versículo 13, vemos qual foi o pecado cometido por Israel: “O meu povo cometeu dois crimes: eles me abandonaram, a mim, a fonte de água viva; e cavaram as suas próprias cisternas, cisternas rachadas que não retêm água”. O povo se esqueceu do Senhor e O abandonou. Passou a buscar suas próprias maneiras de viver a vida, a trabalhar por seus próprios sonhos e a represar suas conquistas. Escolheu viver para satisfazer a sua vontade e abandonou a Deus.

Esse é o quadro de muitas pessoas hoje. Conhecem ao Senhor, até frequentam a igreja, mas não O amam como antes, têm se esquecido dele e O abandonado.

Qual deve ser a nossa maior prioridade?

Jesus respondeu a essa pergunta em Mateus 22:37: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento”. Ele ainda disse mais em Mateus 6.33: “Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas serão acrescentadas a vocês”.

Isso quer dizer que nós devemos usar toda a nossa força, todos os nossos recursos, todo o nosso entendimento, todas as nossas emoções e tudo o que temos para amar a Deus e para buscar o Seu Reino. O Senhor deve ser a nossa prioridade, a Ele pertence o primeiro lugar em nossas vidas. Quando abandonou o Senhor, o povo de Israel O tirou do primeiro lugar e inverteu completamente as suas prioridades. E, assim como eles, nós também corremos esse risco.

As palavras de Jesus no evangelho de Mateus não são apenas conselhos ou sugestões, mas representam um mandamento. E isso é tão importante porque determina todas as outras coisas na nossa vida.

Como saber se Deus é prioridade na sua vida?

A resposta vem com uma outra pergunta: quanto de tempo você tem gastado com Ele? O que é prioridade para nós sempre tem o nosso melhor. O nosso melhor tempo, nossos melhores recursos, nossa inteligência. Precisamos sondar o nosso coração e reconhecer qual é o nosso tesouro, aquilo que consideramos mais precioso e importante.

“Não parece óbvio? Saibam que o lugar onde vocês mais desejam estar é perto do seu tesouro, e é lá que acabarão indo parar.” Mateus 6.21 (A Mensagem)

Não podemos tratar o Reino de Deus como qualquer coisa, mas sim com seriedade e prioridade. Quando você analisa a sua vida, o seu dia a dia e a sua rotina, a quantas anda o seu relacionamento com o Senhor? Respondemos a essa pergunta considerando quanto tempo gastamos com a Sua Palavra, se nos aprofundamos em conhecê-la, se a praticamos e procuramos viver a partir dos seus preceitos. Nossa vida de oração também conta. A comunicação com o nosso Criador é parte da nossa rotina? Temos buscado conhecer a Deus e ter intimidade com Ele?

Não confunda tudo isso com religião. Não tem a ver com aparências ou com boas ações, tem a ver com relacionamento com Deus, com mudança de vida.

O que precisa mudar na sua vida para que Deus esteja no primeiro lugar?

Muitas coisas acabam tomando espaço na nossa vida e roubando o nosso tempo. Essas coisas, aos poucos, vão se tornando nossas prioridades, absorvendo tudo o que há de melhor em nós. Até mesmo o que é bom para nós e nos ajuda no dia a dia pode tomar espaços que não deveria.

A tecnologia e as redes sociais podem ser essas coisas. Talvez, até mesmo, a nossa família seja a nossa maior prioridade. Nosso emprego.

Analise bem a sua vida e sonde o seu coração. Existe alguma coisa tomando o lugar que deve ser do Senhor? Se sim, é hora de se arrepender. E arrependimento não tem a ver apenas com fazer uma oração e deixar tudo como está, arrependimento tem a ver com mudança de atitude, exige uma ação da nossa parte. O Senhor conta com a nossa inteligência para agir e eliminar tudo aquilo que tira dele o primeiro lugar.

Peça ajuda a seu discipulador, um amigo fiel ou familiar para te cobrar dessa mudança e te ajudar a colocar as coisas em seu devido lugar.

Deus quer o nosso coração!

Escreva um comentário

*

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga-nos: