SENTIR (quebra-gelo)

Você já teve dificuldade em perdoar uma pessoa, e depois percebeu que também tinha culpa na situação? Compartilhe.

APRENDER

Por que problemas com outras pessoas nos incomodam tanto?

Porque, diferente do que acontece com as coisas – como carros, nossa casa, etc –, as pessoas nos ofendem, nos deixam amargurados. E, normalmente, quando temos problemas de relacionamento, seja com quem for, pensamos que estamos certos e que a outra pessoa está errada.

Conselhos não faltam nesses momentos e acabamos recorrendo às maneiras erradas de resolver o problema: nos entregamos à autopiedade, pensando que somos os coitados; queremos uma solução rápida; usamos a nossa própria força; achamos que devemos dizer tudo o que estamos sentindo; colocamos uma pedra em cima do assunto e fingimos que ele não existe; ou jogamos para debaixo do tapete, deixamos para depois.

O que Jesus fala sobre como resolver problemas de relacionamentos?

Ele nos dá uma instrução bem clara em Lucas 6:37-45: ““Não julguem e não serão julgados. Não condenem e não serão condenados. Perdoem e serão perdoados. Deem e receberão. Sua dádiva lhes retornará em boa medida, compactada, sacudida para caber mais, transbordante e derramada sobre vocês. O padrão de medida que adotarem será usado para medi-los”. Jesus deu ainda a seguinte ilustração: “É possível um cego guiar outro cego? Não cairão os dois num buraco? Os discípulos não são maiores que seu mestre. Mas o aluno bem instruído será como o mestre. Por que você se preocupa com o cisco no olho de seu amigo enquanto há um tronco em seu próprio olho? Como pode dizer: ‘Amigo, deixe-me ajudá-lo a tirar o cisco de seu olho’, se não consegue ver o tronco em seu próprio olho? Hipócrita! Primeiro, livre-se do tronco em seu olho; então você verá o suficiente para tirar o cisco do olho de seu amigo. Uma árvore boa não produz frutos ruins, e uma árvore ruim não produz frutos bons. Uma árvore é identificada por seus frutos. Ninguém colhe figos de espinheiros, nem uvas de arbustos espinhosos. A pessoa boa tira coisas boas do tesouro de um coração bom, e a pessoa má tira coisas más do tesouro de um coração mau. Pois a boca fala do que o coração está cheio””.

Jesus nos convida a agir diferente do que o mundo ensina. Ao invés de procurarmos vingança, vivermos ofendidos e tentarmos provar que estamos certos, Ele nos chama a ser generosos com aqueles com quem temos problemas. Para resolver problemas com as outras pessoas, precisamos olhar para nós mesmos. Precisamos tirar o tronco que está no nosso olho para podermos enxergar as pessoas e as situações como o Senhor enxerga.

Temos enxergado o nosso próprio coração?

A solução dos nossos problemas de relacionamento com os outros está em nós. Quando entendemos isso, tiramos os olhos de nós mesmos e das nossas razões e abençoamos as pessoas, as levamos para mais perto de Deus. Não importa quem está certo e quem está errado, o que importa são as oportunidades que temos para demonstrar o amor do nosso Senhor.

Qual é a maneira correta, então, de resolver um problema com outra pessoa?

Precisamos falar com o nosso coração (Sl. 42:11) ao invés de ouvi-lo, tirar o tronco do nosso olho e pedir sabedoria a Deus. Só o Senhor entende o que está acontecendo dentro de nós, por isso precisamos da Sua sabedoria e da Sua graça para lidar com as crises nos relacionamentos, seja com quem for.

Quando tiramos o tronco do nosso olho e passamos a enxergar como o Senhor enxerga, vemos que estamos lidando com uma pessoa que merece tanta misericórdia quanto nós.

REFLETIR

O que é agir com sabedoria?

Não adianta ficarmos tentando mudar o que já aconteceu. Em Eclesiastes 11:3, Salomão diz: “Quando as nuvens estão carregadas, vêm as chuvas; quando a árvore cai, para o norte ou para o sul, ali permanece. O agricultor que espera condições de tempo perfeitas nunca semeia; se ele fica observando cada nuvem, não colhe”.

Quando ficamos preocupados com detalhes que não saíram como gostaríamos ou tentamos mudar algo que já aconteceu, ficamos ansiosos e não conseguimos resolver o que precisa ser resolvido. Assim como não adianta esperarmos as condições perfeitas para uma resolução. Nada disso funciona.

Em Eclesiastes 10:10, o rei Salomão mostra como agimos com sabedoria: “Trabalhar com um machado sem corte exige muito mais esforço; portanto, afie a lâmina. Esse é o valor da sabedoria: ela o ajuda a ser bem-sucedido”. Sabedoria é afiar o machado.

Como afiamos o nosso machado?

Orando, buscando a Deus, olhando para nós mesmos, reconhecendo nossos erros e mudando de atitude. Só a presença do Senhor nos ajuda nesse processo. Deus quer nos dar sabedoria (Tg. 1:5-8), podemos confiar completamente nele. Se a nossa confiança não está no nosso Pai, viveremos sempre ansiosos, tentando montar vários planos para nos sentirmos seguros.

Se queremos resolver nossos problemas de relacionamento, precisamos, junto com o Espírito Santo, afiar o nosso machado e tirar o tronco dos nossos olhos.

APLICAR E ORAR (separe entre homens e mulheres)

Como tem sido o seu relacionamento com as pessoas?

Você tem tido dificuldade em perdoar alguém? Tem enfrentado problemas de relacionamentos que não consegue resolver? Se sim, ore ao Senhor e peça que Ele te dê sabedoria para tirar o tronco que está no seu olho e para que possa enxergar a situação como Ele enxerga. Depois, reconheça os seus erros, se arrependa e mude de atitude. Seja um agente de paz e deixe que o Senhor te use para expressar o Seu amor nesta situação.

Pensar nos seus problemas de relacionamento te deixa ansioso?

Se sim, descomplique-se! Creia na Palavra de Deus, pare de tentar mudar o que já aconteceu e de esperar as condições perfeitas para fazer a sua parte. Aprofunde-se no seu relacionamento com o Senhor e deixe que o Espírito Santo te direcione e te dê sabedoria para agir. Não viva ansioso! Deus tem uma vida de simplicidade e alegria para você!

Incentive todos a compartilhar. Esteja atento àqueles que precisam de encorajamento e àqueles que precisam confessar para receber ajuda. Ore por todos.

Siga-nos: