SENTIR (quebra-gelo)

Temos falado bastante sobre a maneira como Deus pensa e como é diferente da nossa maneira de pensar. Como isso tem mudado a sua forma de pensar? Compartilhe.

APRENDER

“Seus olhos são como uma lâmpada que ilumina todo o corpo. Quando os olhos são bons, todo o corpo se enche de luz. Mas, quando os olhos são maus, o corpo se enche de escuridão. E, se a luz que há em vocês é, na verdade, escuridão, como é profunda essa escuridão!” Mateus 6:22-23

Do que Paulo está falando quando usa a palavra “olhos”? Será que são os olhos naturais?

Ele está falando sobre percepção espiritual, sobre a maneira como enxergamos as coisas. Isso determina como somos por dentro. Se olhamos para tudo com uma perspectiva pessimista, sempre esperando o pior, nosso coração se encherá de peso e tristeza. Mas se olharmos tudo baseados nas promessas de Deus para nós, crendo que a Sua vontade é sempre melhor, seremos cheios de alegria e esperança.

Como temos crido e pensado? Como temos agido?

O que pode afetar nossos “olhos espirituais”?

No primeiro capítulo de sua carta aos colossenses, Paulo fala sobre algumas verdades que afetam diretamente a nossa maneira de enxergar e fazem com que o nosso interior seja cheio de luz:

  1. Fomos libertos do domínio das trevas (v. 13)
    A redenção que recebemos por meio do sacrifício de Cristo é a libertação que acontece por meio do pagamento de um resgate. O perdão que recebemos significa que nossos pecados foram apagados da memória de Deus, como se nunca tivessem sido cometidos (Hb. 8:12). Por isso diante de Deus somos justos e santos.
  2. Fomos criados por Ele e para Ele (v. 15-16)
    No Salmo 139, Davi fala sobre a maneira maravilhosa com que Deus nos formou. Ele nos criou por Ele e para Ele, assim como todas as coisas que estão no céu e na terra. Se fomos criados para ele, temos um grande valor para ele. Quando começamos a pensar que Ele nos ama e se importa, paramos de falar mal de nós mesmos e de esperar sempre o pior. Se fomos feitos para Ele, se somos filhos, há muita coisa boa preparada para nós.
  3. Tudo de que precisamos está em Cristo (v. 17-19)
    Jesus é o cabeça da igreja e Ele tem toda a autoridade, por isso nós, a Sua igreja, temos toda a autoridade. Quando Paulo fala da plenitude que habita em Cristo, é como se fosse um navio que está equipado com tudo o que precisa para cumprir a sua missão. Nós já temos tudo de que precisamos, vivemos pelo poder de Deus! Toda a provisão para tudo o que vamos precisar, hoje, e no futuro, já está em Cristo – absolutamente tudo. Ele é o nosso bom pastor, nada nos faltará.
  4. Fomos reconciliados: santos, sem culpa e sem acusação (v. 20-22)
    Por causa do sacrifício de Jesus, fomos reconciliados com Deus. Reconciliar significa trazer de volta para um estado de perfeita harmonia. Por isso, agora, quando Deus olha para nós, Ele nos vê santos, sem culpa e livres de toda a acusação.

Qual o poder que nos foi dado através desta reconciliação?

Não estamos mais separados de Deus. Quando morreu na cruz do Calvário, Jesus acabou com a separação que havia entre nós e Deus e nos reconciliou com Ele.

Santos – significa separados, puros de todas as faltas, com direito a um relacionamento especial e direto com Deus

Sem culpa – significa que o peso da nossa consciência foi tirado, as marcas foram todas removidas, limpas e apagadas e temos agora uma consciência limpa.

Por meio do Espírito eterno ele se ofereceu a si mesmo a Deus como sacrifício sem defeito. E o seu sangue nos purifica por dentro, tirando as nossas culpas; – Hebreus 9:14 NTLH

Sem acusação – não podemos ser julgados e nem acusados, fomos feitos irrepreensíveis e sem sobre nós não há mais condenação. Se Jesus tivesse apenas perdoados os pecados, mas não tivesse removido as acusações, poderíamos ser novamente condenados.

Ele cancelou o registro de acusações contra nós, removendo-o e pregando-o na cruz. – Colossenses 2:14

REFLETIR

Como alcançamos o poder da reconciliação?

Jesus fez a obra completa: ele perdoou o pecado e assumiu nossa condenação, nos fazendo justos e santos; removeu a culpa da nossa consciência e rasgou toda a condenação – somos verdadeiramente livres e o inimigo não pode mais nos acusar de nada.

Há um alerta no final deste texto: precisamos perseverar, crer que fomos criados para Deus, que Cristo morreu por nós, que nele temos toda a provisão e que nele fomos libertos, reconciliados:

“É preciso, porém, que continuem a crer nessa verdade e nela permaneçam firmes. Não se afastem da esperança que receberam quando ouviram as boas-novas” (Cl. 1:23).

Este aviso é dado porque sempre seremos tentados a pensar de outra forma. O inimigo vai nos tentar a pensar que não valemos nada, vai tentar nos culpar de novo, e nos condenar. Por isso precisamos perseverar crendo nesta palavra.

Nossa vida não precisa mais sofrer as consequências da culpa, da acusação e da condenação. Não há condenação para os que estão em Cristo (Rm. 8:1-3)!

APLICAR E ORAR (separe entre homens e mulheres)

Como você tem visto as situações na sua vida? Sente-se ainda culpado, pressionado?
Você recebeu alguma libertação durante o culto? Compartilhe com as pessoas. Dê o seu testemunho.

A maneira como enxergamos as coisas mostra como está o nosso coração. Quando nossos olhos espirituais – nossa percepção e a maneira como enxergamos as coisas – são bons, tudo dentro de nós é cheio de luz. Mas, quando nossos olhos são maus, somos cheios de trevas.

Pense um pouco sobre como você tem encarado as situações na sua vida. Se sua visão tem sido ruim, pessimista, pesada, arrependa-se e peça para que o Senhor transforme a sua maneira de pensar e enxergar. Se comprometa a passar mais tempo em oração e lendo a Palavra, para conhecer todas as promessas que existem para você. Creia naquilo que o Senhor fala sobre você!

Ajude também outras pessoas a conhecerem essas verdades, a crerem em tudo o que Jesus fez por nós e a terem a sua maneira de pensar completamente transformada.

Lembre-se: você não é mais escravo do medo, mas é filho de Deus.

Escreva um comentário

*

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga-nos: