Na sua opinião, qual é o caminho mais fácil para sair da provação?

Mateus 4:1-11

Temos falado sobre a vida abundante, estudando o livro de Tiago. Aprendemos que as provações terminam, mas, e enquanto estamos nas provações? O que acontece?

Durante as provações, vamos sofrer algumas pressões, vamos sofrer algumas tentações: seremos tentados a duvidar do amor de Deus por nós, tentados a duvidar do poder de Deus, tentados a DESISTIR da nossa perseverança.

O caminho fácil para sair da provação é ceder à tentação, é desistir, duvidar…. Temos que ter a certeza de que quando perseveramos, encorajamos muitas pessoas. Mas isso não significa que seja fácil perseverar.

Como devemos olhar para as provações?

“Amigos, quando lutas e aflições os atingirem em cheio, saibam que isso é um presente especial. Vocês verão como a fé será fortalecida e como terão forças para continuar até o fim. Por isso, não desistam facilmente. Essa perseverança os ajudará a amadurecer e a desenvolver plenamente o caráter de vocês. Se vocês não souberem lidar com a situação por falta de sabedoria, orem ao Pai. É com muita alegria que ele os ajudará! Vocês serão atendidos, e não serão ignorados quando pedirem ajuda. Tenham toda coragem ao pedir e acreditem de verdade, sem pensar duas vezes. Os que duvidam quando oram são como as ondas do mar, levadas pelo vento. Não pensem que essa gente conseguirá receber alguma coisa do Senhor, pois nunca tomam uma atitude e sempre duvidam de tudo. “ – Tiago 1:2-8 (A Mensagem)

A visão correta de provação é: algo que é dado para nos aperfeiçoar. Durante a provação, vamos ser testados na fé e precisamos pedir a Deus que nos dê sabedoria.

Mesmo sabendo disso, por que as vezes fracassamos na provação?

Como vimos no texto, a primeira causa de fracasso é a dúvida: quem duvida, nunca conquista. Nas provações, somos levados a duvidar que vamos vencer, duvidar do amor de Deus, duvidar que o Senhor está conosco, duvidar que Ele está conosco. A dúvida é inimiga da fé.

Outra causa de fracasso em uma provação é o orgulho. Deus espera que peçamos ajuda. O orgulhoso não pede ajuda. Durante a tribulação, precisamos ser humildes para vencer. E, muitas vezes, a provação é um meio para Deus tratar o nosso orgulho. Não basta apenas ter fé. É preciso ter humildade para reconhecer que precisa de ajuda.

E existe também o “corpo mole”, aquela sensação de “não aguento mais”, “acho que não vou conseguir”…

O “corpo mole” é a mente dividida: duvidamos que Deus quer nos dar a vitória, aí paramos de orar, paramos de crer, de ler a Palavra, estar na célula…. Nos tornamos vítimas da situação, mas isso não adianta. Precisamos crer que o Senhor está conosco, entre aqueles que nos ajudam. Se deixamos a dúvida e o orgulho dominarem e não fomos perseverantes, não adianta.

Para você, qual é o tipo de provação mais comum?

Tiago 1:9-11 / 1 Timóteo 6:9-10 / Filipenses 4:19

Uma provação muito comum que enfrentamos é em relação ao dinheiro, ou da falta dele. E, além da provação de não ter dinheiro, existe a tentação de querer ter mais e mais.

No nosso país, a maior procura das pessoas em igrejas evangélicas é resolver seus problemas financeiros. Daí surgiram os “mercadores da Palavra de Deus”: líderes que dizem que a solução para tudo é o dinheiro e, para que tenham dinheiro, as pessoas sempre devem comprar coisas, investir em algo…. Isso é uma mentira!

Tiago nos diz que, enquanto corremos atrás do dinheiro, como se isso fosse a coisa mais importante, nossa vida vai murchando. O que isso significa?

Nessa questão de tribulação com a vida financeira, devemos nos lembrar sempre que é o Senhor quem cuida de nós e que toda a nossa capacidade vem dEle (Deuteronômio 8:17-18).

Não temos que negociar a nossa integridade, fazer esquemas e tentar resolver todas as coisas por nós mesmos. Deus nos tem dado a capacidade para produzirmos a riqueza de que precisamos. Devemos ter a convicção de que DEUS VAI NOS DAR TUDO O QUE PRECISAMOS. Não precisamos cair na tentação de arrumar um esquema rápido, pois esse anseio sufoca a Palavra em nosso coração.

Tiago não está criticando as riquezas, Ele está dizendo que as riquezas se tornam um problema quando tomam o coração e se tornam o senhor da vida das pessoas. Há aqueles que, por amar tanto o dinheiro, se esquecem de Deus.

Durante as tribulações financeiras, devemos tomar cuidado com as armadilhas e checar as nossas motivações, pois o inimigo sempre estará oferecendo “saídas”, através das tentações.

Como vencemos as tribulações?

Tiago 1:4

Perseverando. Não cedendo às tentações. A perseverança deve ter uma ação completa em nós.

Toda vez que estamos debaixo de uma provação, Deus está trabalhando em nós e nas nossas motivações, nossos valores.

A perseverança deve ter ação completa para que sejamos maduros e íntegros e para que nenhuma coisa nos falte. Deus quer que amadureçamos e, após as tribulações, Ele sempre acrescenta algo às nossas vidas.

Além disso, precisamos de uma FÉ OPERANTE. E a fé só vem através da intimidade com Jesus: crer na Palavra de Jesus, obedecer à Palavra de Jesus e gastar tempo com Jesus.

O melhor momento para ter intimidade é durante a tribulação.

Salmos 25:12-15 / Tiago 1:12-18 / 1 Coríntios 10:13

Deus não permitirá que as circunstâncias e tribulações nos vençam.

Você tem tido um “Plano B”? Tem pensado em dar um jeito em seus problemas, com as suas próprias soluções? Tem tido dificuldades para crer que Deus está cuidando de todas as situações de sua vida?

Escreva um comentário

*

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga-nos: