SENTIR (quebra-gelo)

Você já assistiu a filmes do Super Homem? Conhece a história dele? Qual é a única coisa que deixa o Super Homem fraco?

Você que estava no culto, e viu o trecho do filme Superman O Retorno, o que chamou sua atenção?  

APRENDER

Estamos numa nova série, intitulada “Kriptonita”, que é uma substância radioativa verde que enfraquece o Super Homem. Essa substância veio do planeta originário dele e, toda vez que se aproxima dele, fica mais fraco que um ser humano normal. Esta série se baseia no livro Kriptonita, do autor John Bevere, Editora Lan.

Qual a comparação que podemos fazer do Super Homem com o cristão?

Na ficção, o Super Homem vem de outro mundo. Nós, cristãos, também não somos deste mundo, pertencemos a outro Reino: o Reino de Deus! (João 17:14-16). Nós, os filhos de Deus, deveríamos ser os “supers” deste mundo, pois, através e em Cristo, somos mais que vencedores e temos todas as promessas de Deus a nosso favor.

Qual o grande problema do Super Homem com a kriptonita?

A kriptonita tem uma vantagem sobre o Super-Homem: ela não pode ser facilmente detectada. É sutil. Ele só percebe que alguma coisa está errada quando já é tarde. Ele começa a ficar esquisito, mais fraco que um homem comum. Da mesma maneira o diabo e o mundo são sutis — e nós cristãos não percebemos quando estamos perdendo nossa força e, de repente, caímos.

O que rouba a sua força? Que impede você de viver como um cristão livre e vencedor?
Esta é uma pergunta muitas vezes evitada. Jesus já nos libertou do poder do pecado, de toda maldição, e nos deu uma nova vida. Nos deu uma nova identidade – de filhos de Deus. Quando um cristão, um agente do Reino de Deus, se deixa levar por aquilo que tira as suas forças, acaba perdendo a certeza e o poder de tudo aquilo que Jesus já conquistou por e para ele. Nós somos sal e luz nesta terra. Se nós deixarmos de sermos isso, a esperança dessa terra se esvanecerá. Nós fomos alcançados por outras pessoas e devemos alcançar aos próximos.

Se somos filhos de Deus, não deveríamos ter uma vida extraordinária?
Somos cheios do Espírito Santo, herdeiros com Cristo, temos a mente de Cristo, fomos feitos mais que vencedores. Mas o que mudou e nos impede de viver a vida plena que Deus tem para nós? Em Atos 17:6 e 4:33-34, podemos ver a grande diferença que os apóstolos faziam onde estavam. Eles não tinham nenhum tipo de recurso, tecnologia. O mesmo Deus que estava com eles está conosco hoje. Quem mudou fomos nós, nós damos desculpas, agimos da forma que o mundo manda, deixamos a “kriptonita” acessar nossa vida.

Porque neste mundo nós somos como Ele.” – 1 João 4.17 -> Nós SOMOS, neste mundo, somos como Jesus é. É por isso que coisas que os homens comuns não podem fazer, os filhos de Deus podem. Pois nós nos tornamos participantes da natureza divina (2 Pedro 1:4).

REFLETIR

O que a kriptonita significa na vida de um cristão?

Paulo escreve uma carta à igreja de Corinto pois, apesar de conhecerem à Palavra e terem dons espirituais, muitos deles escolheram viver de uma maneira que desagravada a Deus. Seu estilo de vida estava causando até mesmo a morte de muito entre eles. (1 Coríntios 11:28-32). Nós somos membros de um corpo, o que fazemos afeta a todos, não somente a um. Nosso estilo de vida impacta o local onde estamos.

Assim com o a Kriptonita veio do passado distante do Super Homem, do seu planeta que foi destruído pela ganância e pelo ódio — nossa kriptonita também é algo do nosso passado, da nossa antiga vida, e não podemos brincar com ela… Não é possível brincar com o pecado, porque isto vai nos afetar (Tiago 1.14-16).

Nos filmes, a kriptonita não é algo desconhecido do Super Homem – ele sabe que fica fraco. Mas muitas vezes cai na armadilha do inimigo, e sucumbe debaixo da kriptonita. Ele não percebe quando ela está se aproximando. A kriptonita do Super-Homem removia sua força. Se fosse exposto muito tempo a ela, o herói poderia chegar a morrer.  Às vezes tem gente exposta por tanto tempo ao pecado, que não resiste e morre espiritualmente.

O problema da igreja de Corinto não é que as pessoas pecavam, porque as pessoas pecam, tem fraquezas. O problema é que achavam normal, achavam que tudo bem, toleravam o pecado e não ajudavam uns aos outros a terem uma vida santa. Isto estava tirando o poder da igreja.

A minha kriptonita é problema meu! Ninguém tem nada a ver com minha vida! Isso é verdade?

Precisamos andar na luz, vivermos da forma que sabemos que temos que viver, porque, apesar de sermos indivíduos, Deus também nos vê como um CORPO. Estamos conectados uns aos outros, tal como a mão ao antebraço.

Deus ordenou para o povo não colocar a mão em nada que restou da destruição de Jericó, mas Acã desobedeceu conscientemente, escolheu fazer. E Deus diz que os israelitas, um povo todo – e não só Acã – foram infiéis. Eles eram um povo, a atitude um só afetou a todos! (Josué 7:4-5)

Isso quer dizer que podemos estar vivendo uma vida de santidade, mas se alguém do CORPO DE CRISTO resolve DELIBERADAMENTE ser infiel, todo o CORPO SOFRE. Podemos ser individualmente fiéis, mas como corpo sermos fracos. E as pessoas começam a ficar desanimadas, isto AFETA todo mundo!

Deus quer que todos estejamos bem. Fortes, unidos, vivendo conforme sua Palavra! Mas quando fazemos concessão ao pecado, não conseguiremos resistir ao inimigo.

Quer dizer, então, que estamos condenados porque há alguém em pecado no nosso meio? NÃO!

Vivemos em um mundo caído. Nem todo problema tem origem no pecado, mas muitos tem sim. Nem toda enfermidade ou sofrimento é causado por conta de pecado. Mas nossa ações tem consequência e resultado. A graça não autoriza a pecar, por isso, precisamos ser confrontados. Sabemos como devemos viver, mas não vivemos assim! Uma coisa é pecarmos por não conhecermos, mas quando escolhemos deliberadamente pecar, conhecendo à verdade, então aceitamos e abraçamos o pecado em nossas vidas.

A igreja, as pessoas, estavam doentes fisicamente e espiritualmente porque ninguém fazia nada a respeito. A Bíblia diz que se vemos nosso irmão pecar, devemos confrontá-lo, alertá-lo em amor. Quem ama, fala a verdade, não deixa o outro viver no pecado. Quem ama se importa o suficiente para falar.

APLICAR E ORAR (separe entre homens e mulheres)

Quando algum de nós afirmar: “Ninguém tem nada a ver com a minha vida”, o mundo não verá a glória de Deus. Mas se estivermos realmente unidos, isso será tremendamente poderoso. Temos aliança uns com os outros. Não é possível ser cristão e viver independentemente, fora do corpo.

Ser um conosco e ser um com Deus é dizer: “Quero agradar ao Pai, quero obedecer a Jesus, venha o Seu reino, seja feita a Sua vontade!”

Jesus pagou preço pela nossa liberdade, unidade e prosperidade! Não podemos viver longe de Jesus e não podemos viver longe uns dos outros.

Ganharemos nossos amigos e impactaremos nossa cidade, quando vivermos juntos, unidos, sabendo o valor que há em sermos um CORPO!

Dedique um tempo de oração para que o Espírito Santo possa agir nos corações de cada membro. Orem pela unidade do grupo como corpo de Cristo, por uma vida cristã em santidade, para que nossos relacionamentos no corpo sejam sadios, de forma que possamos abrir o coração uns aos outros, alcançarmos liberdade do pecado e, assim, sermos agentes de transformação na vida de outros!

Escreva um comentário

*

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga-nos: