Você já passou por uma necessidade? Qual foi sua primeira opção para sair dessa situação?

Muitas vezes buscamos saídas baseadas nas nossas próprias forças e nos esquecemos de que temos algo que é PODEROSO: a oração. A prática da oração é a declaração de fé mais importante de um cristão.

Hoje em dia vemos muitas pessoas necessitadas. Mas quem são os necessitados?

Segundo o dicionário, necessitado é aquele que passa necessidade, que não tem o básico. A Bíblia expande esse conceito e afirma que necessitado é alguém que precisa da ajuda que só Deus pode dar, que precisa de uma intervenção divina em sua vida.

Não são só as pessoas que têm poucos recursos que são necessitadas. Existem necessidades no espírito, na alma, no corpo.

Existem dois tipos de necessitados citados na Bíblia:

1. Aquele que reconhece as suas necessidades e se humilha diante de Deus (Salmos 40.17)

Essa pessoa consegue se enxergar como realmente é, nem mais e nem menos. Reconhece que precisa de ajuda e que não consegue mudar a sua situação sozinha, por isso se humilha diante de Deus e confia nele.

Ela não fica numa boa, mas sabe que o Senhor está cuidando de todas as coisas e virá em seu socorro.

2. Aquele que não sabe o quanto é necessitado (Apocalipse 3.15-22)

Esse é aquele que é orgulhoso demais para reconhecer a sua situação. É o mais miserável de todos. Está na pior situação, mas acha que não precisa de ajuda.

O texto de Apocalipse fala da carta à igreja de Laodiceia. Essa igreja não estava sendo atacada pelo diabo, já estava morta espiritualmente. Era como um zumbi: parecia que tinha vida, mas, na verdade, estava morta. Só pensava na sua existência, não enxergava as necessidades dos outros e nem a sua própria miséria.

Jesus não faz parte da vida desse necessitado, Ele está do lado de fora. Ele pode entrar, ouvir as orações e atender ao clamor, mas só quando essa pessoa reconhecer o quanto precisa, quando tiver os seus olhos abertos.

A oração é o instrumento de quebra do orgulho na vida das pessoas. Mas às vezes temos uma dúvida: Deus responde minhas orações? (Isaías 59.1-3)

Um segredo muito poderoso pode mudar a nossa vida de oração. Quando há em nós culpa, falta de arrependimento, murmuração, esquemas mundanos, mentira e maldade, ficamos separados de Deus, e então Ele não pode nos responder. A única maneira de não sermos ouvidos por Deus é quando não nos arrependemos.

Mas, se reconhecemos a nossa situação, a nossa necessidade, e nos arrependemos, isso está anulado! Aí então Deus habita em nós por meio do Seu Espírito Santo (Is. 57.15; 66.2), e não só nos ouve, mas nos fortalece também.

Você crê que Deus ouve as suas orações? Tem plena convicção disso? (Salmos 65.2-5; 46.1-3)

A maioria das pessoas não crê que Deus ouve as suas orações, porque se cresse, oraria. O problema da falta de oração, não é a falta de tempo ou o desânimo, é a falta de fé. Ou, até podemos crer que Deus nos ouve, mas só quando estamos fazendo tudo certinho por um longo período de tempo, sem nenhum erro.

Quem ensina isso é o diabo! Jesus morreu e ressuscitou, derramou o Seu sangue para que pudéssemos ter comunhão com Deus (Hb. 10.19-20). Por causa do Seu sacrifício temos acesso a Deus, Ele agora nos vê como justos. Essa é a verdade da Palavra de Deus.

Você crê nisso? (Salmos 139.1-5, 23; Efésios 3.20-21).

A Palavra de Deus tem mais de oito mil promessas para nós, para que saibamos como orar de acordo com a Sua vontade (1Jo. 5.14-15). Em todas elas, há a certeza de que Ele cuida bem de nós, da nossa família e do nosso futuro.

Deus ama você e é socorro bem presente nos seus momentos de necessidade. Ore e peça que Ele sonde o seu coração, veja se existe algo de que você precisa se arrepender e reconhecer o quando depende do Senhor. Creia, Ele te ouve.

Escreva um comentário

*

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga-nos: