SENTIR (quebra-gelo)

Você já teve que dar uma notícia ruim para alguém? Como foi? Você se sentiu bem ou mal com isso?

APRENDER

Quando se encontrava com as pessoas, o que Jesus dizia a elas? Boas ou más notícias?

O texto de Mateus 4:23 diz que logo depois de Jesus ter sido batizado e tentado no deserto, Ele “foi por toda a Galileia, ensinando nas sinagogas deles, pregando as boas-novas do Reino e curando todas as enfermidades e doenças entre o povo”. Jesus carregava as boas-novas do Reino, levava boas notícias às pessoas.

Ele deu boas notícias a Pedro e André, por exemplo, quando os chamou para serem pescadores de homens (Mt. 4:19); deu boas notícias a Zaqueu quando disse que ficaria em sua casa (Lc. 19:1-10); deu boas notícias à mulher adultera, dizendo que não condenava e que ela estava livre para ir e não pecar mais (Jo. 8:1-11); deu boas notícias a Jairo quando disse que a sua filha não estava morta, apenas dormia (Mc. 5:21-43).

Todas as pessoas que chegavam perto de Jesus tinham algo de bom para receber dele. É muito ruim estar perto de pessoas que só falam sobre coisas ruins. Você já pensou nisso? A Bíblia fala que “as palavras agradáveis são como um favo de mel, são doces para a alma e trazem cura para os ossos” (Pv. 16:24). Assim como as boas palavras trazem vida, as palavras ruins são destrutivas.

Por que Jesus dava boas notícias às pessoas?

Porque Ele as amava! Quando amamos uma pessoa, queremos trazer à tona o que há de bom nela, queremos dar boas notícias, dizer o que ela está apta a fazer. Agora, sem amor, nos tornamos portadores de más notícias, de palavras pesadas. Jesus não se importava se as pessoas eram perfeitas, Ele trazia as boas-novas e diziam palavras doces a elas porque queria estar com elas, porque as amava.

Muitas vezes, pensamos que estaremos “massageando o ego” de alguém se fizermos elogios e valorizarmos as coisas boas, mas isso não é verdade, não podemos nos enganar. Não podemos esperar a perfeição de uma pessoa para que possamos valorizá-la, porque isso nunca vai acontecer. Todo mundo que só gosta de se relacionar com pessoas perfeitas é um candidato a fariseu, é um religioso. Porque, se pensarmos como Jesus, perceberemos que devemos valorizar as pessoas como Ele valoriza, olhar para elas como Ele olha.

Além das boas palavras, Jesus amava as pessoas servindo-as (Mt. 20:28). Ele não veio para ganhar aplausos neste mundo, veio para servir. Quando entendemos isso, entendemos o tipo de trabalho que fomos chamados para fazer nesta terra.

O que, então, são boas notícias?

A Bíblia relaciona boas notícias a profecias. Muitas pessoas não gostam da palavra “profetizar” porque muitos a usaram de maneira irresponsável, pensando que tinha a ver com “adivinhar o futuro”. Mas não é isso que a Palavra nos ensina. Paulo diz em 1 Coríntios 14:13 que “quem profetiza o faz para edificação, encorajamento e consolação dos homens”. Edificação – construir algo –, encorajamento – exortação, chamar para perto – e consolação – animar. Esse era o teor das boas notícias que Jesus trazia. A profecia constrói, chama para perto e anima. Não existem boas notícias sem esses ingredientes.

A profecia serve para encontrar os tesouros que estão escondidos dentro das pessoas, para chamar para fora o ouro que há nelas. Quando falamos às pessoas quem Deus pensa que elas são, algo acontece no seu interior, uma mudança acontece de dentro para fora. Mostramos a elas que o alto preço que Jesus pagou naquela cruz determina o nosso valor.

REFLETIR

Qual é a qualidade das notícias que temos dado?

Um verdadeiro profeta diz quem somos para Deus. E o Senhor chama a todos nós para sermos profetas, para sermos portadores de boas notícias. Isso está disponível a todos. Acabamos nos tornando reféns de más notícias, de uma religiosidade que nos impede de ver o que há de bom em nós e nas outras pessoas.

Veremos cidades inteiras sendo transformadas se começarmos a enxergar as pessoas com o valor que elas têm para Deus, se pensarmos que elas são dignas de boas notícias. Nós portamos a capacidade de profetizar porque temos o Espírito Santo de Deus habitando em nós, é Ele quem nos capacita.

APLICAR E ORAR (separe entre homens e mulheres)

Você já recebeu palavras duras que acabaram definindo a sua identidade?

Talvez, você tenha passado boa parte da sua vida ouvindo palavras de destruição da parte de familiares, conhecidos e amigos. E isso definiu muitas coisas em seu coração. Mas Deus quer libertar você, quer te mostrar quem você realmente é aos olhos dele, quer te chamar para ser um profeta que espalha as boas notícias às pessoas.

Confesse tudo aquilo que você ouviu e que ainda incomoda o seu coração. Peça para que um amigo ou o seu discipulador ore com você, perdoe aqueles a quem você precisa perdoar e receba a cura completa. Creia que tudo aquilo que Deus diz sobre você é a verdade.

Você tem sido um portador de boas ou más notícias?
Se você percebeu que suas palavras têm destruído ao invés de construir, arrependa-se agora e peça para que o Espírito Santo te ajude a ser um profeta de Deus, a ser alguém que carrega as boas-novas do Reino, assim como Jesus fez.

Todos nós podemos encontrar o ouro que há nas pessoas e chamá-lo para fora. Creia!

Incentive todos a compartilhar. Esteja atento àqueles que precisam de encorajamento e àqueles que precisam confessar para receber ajuda. Ore por todos.

Siga-nos: