SENTIR (quebra-gelo)

Descreva a sua casa. Fale um pouco sobre o tamanho dos cômodos, as cores das paredes. Agora, fale como funcionam as coisas na sua casa – qual é o horário das refeições, de dormir, a que vocês costumam assistir, etc. Você imaginava que a casa das outras pessoas era do jeito que elas descreveram? É fácil saber como é uma casa, se não vivemos nela?

 APRENDER

Como você descreveria o Reino de Deus?

Assim como funciona com as casas dos nossos amigos, não podemos descrever o Reino de Deus se não vivemos nele, se não O conhecemos.

O Reino de Deus é baseado na graça de Deus, no relacionamento com Jesus e no poder do Espírito Santo. O Senhor deu o Seu Reino de graça para nós – “Não tenham medo, pequeno rebanho, pois seu Pai tem grande alegria em lhes dar o reino” (Lc. 12:32). Neste Reino, o que conta são os relacionamentos, e o Rei tem o poder de mudar tudo ao Seu redor – e Ele faz isso através das pessoas.

A partir do momento em que entendemos isso, recebemos o Reino que Deus nos dá de graça, precisamos oferecê-lo de graça também a outras pessoas. Jesus disse aos Seus discípulos: “Não vão aos gentios nem aos samaritanos; vão, antes, às ovelhas perdidas do povo de Israel. Vão e anunciem que o reino dos céus está próximo. Curem os doentes, ressuscitem os mortos, purifiquem os leprosos e expulsem os demônios. Deem de graça, pois também de graça vocês receberam” (Mt. 10:5-8).

O favor de Deus está acessível a todos, mas existem dois problemas: alguns não querem recebê-lo ou, os que o recebem, não distribuem, guardam apenas para si mesmos.

Jesus nos chamou para oferecer o Reino a outros, para fazer as mesmas obras que Ele já fez. Para abençoarmos as pessoas, declararmos libertação sobre suas vidas e levarmos esperança – porque sabemos que isso é o que Ele quer fazer por elas. Deus quer que façamos as obras do Reino, coisas que só podem ser feitas se a presença de Deus estiver conosco.

Como podemos fazer as mesmas obras que Jesus fez e abençoar as pessoas?

Existem duas coisas que precisamos ter em mente com relação à nossa participação no Reino de Deus:

  1. Se fazemos parte do Reino de Deus, fazemos as obras de Deus

Jesus fez as obras que o Pai mandou para que as pessoas pudessem crer que o Pai O havia enviado, que o Pai estava nele e que Ele estava no Pai. Ele curou enfermos, expulsou demônios, curou leprosos, ressuscitou mortos, multiplicou alimentos, perdoou pecados ensinou muitas coisas ao povo, encorajou as pessoas, falou com aqueles que ninguém mais queria falar (Jo. 10:24-38). Quando fazemos parte do Reino de Deus, são essas mesmas obras que Ele quer que façamos (Jo. 14:12-14).

Mas, como podemos fazer tudo isso? Através do Espírito Santo. A prova de que Ele habita em nós é que fazemos as mesmas obras de Jesus.

As obras demonstram a origem do poder. Se a obra é de Deus, o poder vem dele e as pessoas reconhecerão que só Ele poderia ter feito isso. Será que as pessoas olham o que fazemos e reconhecem que só Deus poderia ter feito isso? Ou elas olham para nós?

Fomos chamados para ser sal e luz neste mundo e para fazer com que as pessoas olhem para o Senhor (Mt. 5:13-16). É através da obra que está acontecendo em nossa vida que glorificamos a Deus e podemos compartilhar com as pessoas. É assim que descrevemos o Reino.

  1. Para fazermos as obras de Deus, precisamos ter intimidade com Jesus

Jesus disse: “Se vocês me amam, obedeçam a meus mandamentos. E eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Encorajador, que nunca os deixará. É o Espírito da verdade. O mundo não o pode receber, pois não o vê e não o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ele habita com vocês agora e depois estará em vocês. (…) Aqueles que aceitam meus mandamentos e lhes obedecem são os que me amam. E, porque me amam, serão amados por meu Pai. E eu também os amarei e me revelarei a cada um deles. Quem me ama faz o que eu ordeno. Meu Pai o amará, e nós viremos para morar nele. (…) Mas quando o Pai enviar o Encorajador, o Espírito Santo, como meu representante, ele lhes ensinará todas as coisas e os fará lembrar tudo que eu lhes disse. (…) Eu lhes deixo um presente, a minha plena paz. E essa paz que eu lhes dou é um presente que o mundo não pode dar. Portanto, não se aflijam nem tenham medo” (Jo. 14:15-17, 21, 26-27).

Jesus está procurando pessoas que tenham fome e sede dele. Podemos nos esforçar ao máximo, mas não conseguiremos fazer as obras de Jesus se não tivermos intimidade com Ele. É impossível.

O problema é que muitos querem apenas receber os benefícios por fazer as obras de Jesus, querem o “status”, querem agradar as pessoas e se sentir importantes. Mas não é isso que Deus planejou, não é assim que funciona o Seu Reino. O grande objetivo do Reino de Deus é sermos um com o Rei, é termos intimidade. Ele é tudo de que precisamos!

É o pão que vem do céu, Jesus, que sustenta a vida que vem do céu. Nossa vida espiritual precisa ser alimentada pela união, pela unidade e pela intimidade com Cristo (Jo. 6:28-35, 55-58).

REFLETIR

Como podemos ser pessoas que têm fome e sede pelo Reino de Deus e pelo Rei?

Precisamos reconhecer que tudo de que precisamos é um relacionamento íntimo com Jesus. Isso nos levará a ter o desejo de fazer as Suas obras e de ver o mundo sendo tocado pelo poder de Deus. Isso lançará fora o medo das nossas fraquezas e debilidades, porque o poder de Deus opera em meio à nossa fraqueza. E também nos ajudará a seguir em frente, mesmo em meio às dificuldades, obedecendo a Jesus de todo o nosso coração.

Deus quer se relacionar profundamente conosco, quer nos revelar o Seu coração e quer que sejamos como uma luz exposta, que as pessoas podem ver brilhar e glorificam a Deus quando o fazem.

O Reino de Deus é baseado em Sua graça, e Ele quer espalhá-la por toda a terra através de nós.

APLICAR E ORAR (separe entre homens e mulheres)

Você tem realizado as mesmas obras que Jesus?

Você tem vivido de maneira a cumprir as boas obras de Deus? Quando lê a Palavra e vê tudo o que Jesus fazia, seu coração queima por abençoar as pessoas da mesma maneira? Se não, ainda é tempo de se arrepender e se posicionar para fazer isso. Tudo depende de como está o seu relacionamento com Deus. Quanto mais perto estiver dele, mas fará as Suas obras naturalmente e mais pessoas irá abençoar com a sua maneira de viver.

Como você quer que seja o seu relacionamento com Deus neste ano?

O Senhor está sempre disposto a Se revelar a nós, depende apenas do nosso desejo de buscá-lo. Se buscarmos, O encontraremos, O conheceremos mais profundamente e poderemos viver a vida plena do Reino de Deus.

Pense em como você quer que o seu relacionamento com Deus seja em 2019. Esforce-se para conhecê-lo mais profundamente, para investir tempo lendo a Palavra e orando, conhecendo o coração do Pai. Isso vai fazer toda a diferença!

Você foi criado para ser um com Deus, para fazer as mesmas obras de Jesus e para abençoar aqueles que estão ao seu redor.

Incentive todos a compartilhar. Esteja atento àqueles que precisam de encorajamento e àqueles que precisam confessar para receber ajuda. Ore por todos.

Escreva um comentário

*

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga-nos: