Se você tivesse o poder de falar e tornar aquilo que falou em realidade, o que falaria? Quais seriam as suas primeiras “ordens”?

Provérbios 18:21 / Provérbios 12:14

Nós, humanos, não temos ideia do poder que há em nossas palavras e de como elas podem se tornar realidade.

As palavras são como sementes: quando falamos algo, estamos dando vida a isso e, se falamos isso continuamente, isso pode se tornar realidade, quer percebamos isso ou não.

É ótimo quando dizemos coisas como: “Eu sou abençoado”, “Eu sou forte”, “Eu vou realizar os meus sonhos”, “ Eu estou saindo das dívidas”. Isso não é positivismo. Isso é, na verdade, o momento que dizemos aquilo que Deus pensa a nosso respeito. E, fazendo isso, estamos profetizando vitória sobre o nosso futuro. A nossa vida passa a se mover na direção das nossas palavras.

Porém, muitas pessoas dizem coisas como: “Eu nunca terei uma boa oportunidade”, “Faz tempo que não acontece algo bom comigo”, “Eu nunca vou estar em forma”… Estas pessoas não percebem, mas estão trazendo à vida as derrotas que estão confessando. É como se elas estivessem chamando essas coisas à existência. As nossas palavras são como sementes e, quando falamos, estamos semeando.

Como é possível escolher sementes boas para lançar? Como podemos fazer isso?

Tiago3:1-12

Nós precisamos saber que tipos de sementes temos lançado com as nossas palavras. Não podemos falar coisas negativas e esperar viver uma vida positiva. Não podemos falar derrotas e esperar ter vitórias. A boca negativa gera uma vida pobre. Tiago nos ensina que de uma mesma boca não podem vir benção e maldição.

Você já parou para pensar um pouco sobre os resultados da sua vida? Você gosta do que está vivendo? Se você não gosta, talvez seja uma oportunidade para lançar sementes diferentes.

Tiago nos ensina que de uma mesma boca não podem vir benção e maldição, ou seja, ou estamos abençoando ou estamos amaldiçoando. Não há um meio-termo. Toda vez que dizemos algo ruim, como:

“Eu nunca vou ter isso ou aquilo”, “a vida é muito difícil para mim” e qualquer outra coisa negativa, estamos amaldiçoando a nossa própria vida e, quando o inimigo encontra uma pessoa assim, ele não precisa fazer nada, pois a própria pessoa está semeando coisas ruins.

Para escolher boas sementes para lançar, precisamos prestar atenção ao que estamos dizendo e abençoar a nossa vida. Palavras são sementes.

Muitas pessoas são assombradas por ideias e pensamentos errados. E quando pensamos errado, falamos errado. Por exemplo: é comum pensarmos sobre situações ruins que aconteceram, doenças que assolaram nossa família, dificuldades que alguém muito próximo de nós enfrentou e tudo isso pode nos trazer pensamentos de medo.

E se não mudarmos essa forma de pensar, trazendo a luz da verdade (Palavra de Deus) a respeito das situações, quais serão as nossas palavras?

Antes de aprendermos a falar diferente, precisamos aprender a penas diferente. A única verdade sobre nós e sobre as situações que vivemos é a descrita na Palavra de Deus.

Nós podemos e precisamos aprender a renovar os nossos pensamentos, porque a partir do momento que pensamos errado, falamos errado.

Antes de dizermos alguma coisa, precisamos olhar para as nossas palavras e perceber se elas prestam para nossa edificação e edificação daqueles que nos cercam. E se elas não prestarem para isso, não devemos dizer.

Porque é tão importante tomar cuidado com as nossas palavras?

Provérbios 6:2

Muitas pessoas se tornam prisioneiras daquilo que dizem ou disseram em algum momento da vida. Nossas palavras podem nos levar a lugares de tropeço. A Palavra diz (Efésios 1:3) que Deus já planejou bênçãos para nós e que elas já nos foram ordenadas, mas quando dizemos algo negativo, interrompemos o que foi ordenado para nós.

Quando falamos coisas negativas, determinamos limites para a nossa vida.

Nós precisamos fazer a nossa parte: prestar atenção ao que estamos falando e usar a nossa boca para o propósito pelo qual ela foi criada. Nossa boca é a extensão da boca de Deus.

Quando Deus nos fez à Sua imagem e semelhança, Ele pôs em nós a capacidade de criar através das nossas palavras, por isso não devemos usar as nossas palavras para descrever a nossa situação, mas sim usá-las para mudar a nossa situação.

Os pensamentos negativos virão sobre nós, mas eles morrerão se não o confessarmos com a nossa boca.

Nós podemos nos sentir preocupados, com medo, como se as coisas não fossem dar certo, mas isso não será um problema enquanto esses pensamentos não se tornarem palavras, pois quando não verbalizamos, eles morrem.

Nós, muitas vezes, não podemos controlar o que pensamos, mas, podemos controlar aquilo que dizemos.

Que pensamentos você tem trazido à vida: pensamentos de vitória ou de derrota?

Se profetizarmos as coisas certas, as coisas certas se moverão na nossa direção. Na nossa vida, temos duas vozes disputando a nossa atenção: a voz da fé e a voz da derrota: o idioma da fé diz que Deus está no controle. E essa é a voz que precisamos falar o tempo todo.

A forma como você pensa determina a forma como você fala. E o que você fala se torna a realidade na sua vida.

Suas palavras tem refletidos os seus pensamentos maus ou a verdade de Deus para a sua vida?

Escreva um comentário

*

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga-nos: